Conhecimento: a chave para exercer o direito de reivindicar

Por Gabrielle Laranjeira

É a partir da luta por nossos direitos e cumprindo os deveres descritos na constituição que nos tornamos cidadãos. As centenas de regras impostas para a convivência em sociedade não são devidamente conhecidas pelos cidadãos, mas são cobradas pelo Estado que sejam respeitadas. Nesse meio, a população vive em um conflito entre querer andar na lei sem saber exatamente quais são elas.

Se manter informado é uma prática que nos assegura a viver melhor. E é dessa forma que também aprendemos algo fundamental no exercício dos direitos e deveres: como reivindica-los. As reivindicações têm o propósito de trazer melhorias para a qualidade de vida e podem ser de interesse de um determinado grupo ou até mesmo de toda sociedade.

A constituição é como um contrato do qual fazemos parte desde o nosso nascimento, porém as pessoas não são devidamente conscientizadas sobre ele. Se manter atualizado dos requisitos desse contrato é dever de todo cidadão, ferramenta indispensável para que possa acessar seus direitos e que não seja lesado pela falta de informação, um mal que assombra todos nós.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s